Laceração do esôfago torácico por ingestão voluntária de cacos de vidro e lâmina de barbear

José Mauro da Silva Rodrigues, Isabela Dias dos Santos, Célis Piovesan Picin, Hélio Kiyoshi Hasimoto, Álvaro Loureiro Martins

Resumo


Introdução: A ingestão de corpos estranhos não alimentares é mais comum em adultos do sexo masculino, em situações de abuso de substâncias ou doença psiquiátrica. Apresenta-se o relato de um paciente com tentativa de suicídio ao ingerir cacos de vidro e lâmina de barbear. Descrição: Paciente masculino, 25 anos, referia dor abdominal e da garganta e informava que havia engolido cacos de vidro. A mãe referiu que ele engoliu também uma lâmina de barbear. Na UPA: hipocorado, PA 70/40 e taquipneico, foi encaminhado para a referência com diagnóstico de HDA. No hospital: hipocorado, com PA 100/60 e FC de 80. MV presente bilateralmente e FR de 16. EDA: laceração do esôfago proximal. TC cervical: Gás no espaço retrofaringeo e carotídeo. TC de tórax: imagem metálica na topografia do esôfago com focos de pneumomediastino. Nova EDA: 1 caco de vidro retirado e outro impactado, com sinais de pulsação e de laceração esofágica. Realizou-se toracotomia lateral direita, identificação da laceração de aproximadamente 5 cm na parede posterior do esôfago, seguida de esofagectomia com retirada dos corpos estranhos, esofagostomia e gastrostomia. Encaminhado para a UTI, foi extubado no 1º PO. No 10º PO, retirado o dreno de tórax e recebeu alta para a enfermaria. No 14º PO recebeu alta hospitalar. Encontra-se em acompanhamento para reconstituição do trânsito alimentar. Discussão: A lesão esofágica é uma das mais letais do trato digestório, pela inexperiência dos cirurgiões em consequência da baixa incidência de casos. O diagnóstico pode ser difícil, pois as repercussões clínicas podem ser sutis o que causa aumento da morbimortalidade. 20% a 50% dos pacientes morrem quando o tratamento é tardio e quando o diagnóstico for em um período superior a 24 horas. Conclusão: Relato de caso de ingestão de corpos estranhos por paciente psiquiátrico, que necessitou de toracotomia com esofagectomia com evolução favorável.

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.