Transtorno bipolar do humor

Carlos Von Krakauer Hübner, Henrique Mandeli Bueno, Tulio César Ghiotto, João Victor Bernardes dos Santos, Elaine Aparecida Dacol Henna, Ruan Martins

Resumo


Introdução: O transtorno bipolar do humor (TB) é uma doença crônica e grave, caracterizado por episódios de mania/hipomania alternados com episódios depressivos. Aproximadamente 40% dos casos apresentam sintomas psicóticos. O objetivo desse trabalho é relatar um caso de TB. Relato de Caso: Paciente, 55 anos, sexo feminino, internada na Enfermaria de Psiquiatria do Complexo Hospitalar de Sorocaba por agitação e agressividade. Apresenta histórico de baixa adesão aos tratamentos. À entrevista, paciente refere que seus vizinhos haviam roubado a casa em que moravam e os ameaçou de morte. Alegava que sua internação era um meio da família roubar seu dinheiro, já que não haviam conseguido envenená-la com o gás de cozinha. Relata também ter feito dívidas, mas como é rica, não teria problemas em pagar. Quando indagada sobre ter ido à pé para outra cidade, disse que o fez para se exercitar. Negava qualquer espécie de alucinação. Nega uso de bebidas alcóolicas e drogas. Estava vígil, orientada auto e alopsquicamente, com aparência inadequada, humor disfórico com extrema labilidade do afeto. Sem alterações na linguagem e pensamento com conteúdo delirante persecutório e com comprometimento do juízo crítico. Seguindo as recomendações de tratamento do Canmat, optamos pela introdução do carbonato de lítio com aumento gradual da dose. Evoluiu com melhora do quadro de psicose e agitação psicomotora, no entanto ainda era perceptível o conteúdo delirante de seu pensamento. Discussão: O maior desafio nesse quadro foi a presença de delírio inconcruente ao humor. A agressividade, agitação psicomotora e hostilidade são sintomas presentes em qualquer psicose, quando associados ao delírio persecutório apontam para transtorno esquizofreniforme. Embora transtorno bipolar e esquizofrenia compartilhem sintomas como agitação e agressividade, os tratamentos e evolução são distintos. Assim, o conteúdo dos delírios orienta a hipótese diagnóstica. No presente relato através da entrevista objetiva o diagnóstico principal e diferencial foi realizado e instituída terapêutica adequada. Conclusão: O transtorno bipolar é uma condição recorrente, crônica com significativo impacto na vida dos pacientes e seus familiares. O diagnóstico precoce está relacionado a desfechos favoráveis na evolução da doença e apresentações atípicas dificultam o reconhecimento. A falta de marcadores específicos faz da entrevista clínica o melhor recurso diagnóstico, reforçando a necessidade do desenvolvimento de habilidades em tanto em entrevista com o paciente, como com os seus familiares.

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.