Cirurgia com neurofisologia intraoperatória para ressecção microcirúrgica dos gliomas de alto grau de área motora em pacientes desacordados com anestesia geral (ASLLEP). Melhor resultado que em pacientes acordados com testes funcionais?

Paulo Henrique Pires de Aguiar, Nadjila Gabriela Santana Sidani, Íris Cristina Brock, Bruno Camporeze

Resumo


Introdução: Os gliomas difusos são tumores primários do Sistema Nervoso Central e, apesar da melhoria das técnicas para os tratamentos quimioterápico, radioterápico e cirúrgico, continuam como desafio para a medicina devido aos seus padrões dinâmicos de crescimento e de comportamento, que os permite acumular mutações e, consequentemente, ter pior prognóstico. As consequências dos tumores cerebrais estão relacionadas com a área afetada, a área de ressecção, a extensão, e ao grau, que pode evoluir. De acordo com a literatura, 25% dos gliomas surge no lobo frontal. O aumento da idade é outro fator que corrobora para aumento da incidência em adultos. Atualmente, uma das alternativas mais estudadas pauta-se na porcentagem da ressecção e na área envolvida com base nas alterações da linguagem e da atividade mota. A porcentagem de ressecção é um dos fatores prognósticos independentes que definem a sobrevida nos pacientes que apresentam glioma. Objetivo: Mostrar a casuística da abordagem cirúrgica asleep de tumores em área motora, tendo-se em vista o menor índice de complicações pós operatórias dessa técnica. Metodologia: Estudo retrospectivo em pacientes submetidos a ressecção cirúrgica asleep de gliomas de alto grau, com monitoração eletrofisiológica intraoperatória somato-sensitivo motora, com ressecção dos tipos PTR (Parcial), STR (Subtotal) e GTR (Total), por meio de craniotomia e microcirurgia. As cirurgias dos 17 pacientes foram realizadas no Hospital Santa, em São Paulo. A análise dos resultados baseou-se na avaliação da evolução pós operatória pela Escala de Karnofsky em 1, 6 e 12 meses e evoluções com óbito. Respeitando as normas de conduta em pesquisa experimental com seres humanos, o estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa do Hospital Santa Paula (CAAE: 91035018.5.0000.5670). Resultados: Resultados foram comparados a literatura sobre cirurgia de gliomas de alto grau em área motora em pacientes acordados com testes neurofisiológicos. Todos os pacientes que apresentaram déficits evoluíram para óbito, devido ao caráter agressivo da doença, evidenciando-se um maior percentil de óbitos nos pacientes com acometimento em hemisfério esquerdo. Conclusão: Pode-se aventar que a técnica operatória asleep é segura quanto à abordagem nas áreas motoras, com complicação intraoperatória extremamente baixa e evolução prognóstica a depender da agressividade inicial do tumor.

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.