A fenomenologia dos direitos humanos e a cidadania negra no Brasil pós-abolição: ideologias raciais nas Políticas públicas contemporâneas

Rogério Santos dos Prazeres, Heitor Romero Marques, Bruno de Oliveira Ribeiro

Resumo


O artigo visa uma interlocução entre situações históricas com ideologias nacionais, no caso, as situações do pós-abolição da escravidão e o contexto atual de políticas públicas para negros, com as ideologias do branqueamento e da democracia racial. A frágil cidadania negra conquistada com a Lei Áurea, não foi suficiente para uma homogeneização dos quadros sociais entre brancos e negros no Brasil. A demora do Estado, em atender com políticas focais este grupo social, tem um vinculo com as teorias e ideologias raciais desde a abolição. Este quadro de inanição do Estado inicia sua mudança em vista da discussão sobre direitos humanos no país, dentro da qual, a condição das políticas públicas para negros no Brasil começa a modificar-se, e este fato representa uma alternativa de se pensar o futuro da relação entre políticas raciais e Direitos Humanos.

Palavras-chave


Ideologia do Branqueamento; Democracia Racial; Políticas Públicas; Cidadania

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19176/rct.v0i78.14444

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2317-4307 | Impresso (descontinuada) 0104-0529

A Revista de Cultura Teológica e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/culturateo. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/culturateo.


A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: