Criação e perspectiva escatológica a partir do enfoque cosmológico da teoria do caos

Renold Blank

Resumo


1. A criação fica aberta rumo ao futuro e segue as leis do caos. (Caos significa: um pequeno impulso pode iniciar um processo que em função do tempo produz transformações profundas. Elas mudam todo o futuro do sistema.)
2. A história humana segue os mesmos mecanismos da teoria do caos
3. Ela fica aberta e não determinada em direção ao futuro
4. O futuro do cosmo pode ser compreendido dentro da dinâmica não linear de um sistema aberto e auto-organizacional, sujeito às leis do caos.
5. No surgimento de novas estruturas no cosmo, pode ser observada um certa matriz estrutural.
6. Esta mesma matriz pode ser aplicada também à perspectiva cristã do futuro, chamado de Reino de Deus.
7. O Reino de Deus é um processo!
- já começou;
- não segue as leis deterministas do modelo mecanicista;
- pode ser compreendido dentro da dinâmica não linear de um sistema aberto auto-organizacional, sujeito às leis do caos.
8. O modelo da esperança para o universo e a humanidade tem a sua base na história de cruz e ressurreição de Jesus Cristo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19176/rct.v0i68.15447

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2317-4307 | Impresso (descontinuada) 0104-0529

A Revista de Cultura Teológica e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/culturateo. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/culturateo.


A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: