A circulação do discurso da Amway: do controle à prática discursiva

Anna Flora Brunelli

Resumo


Neste trabalho, com o intuito de contribuir com as reflexões sobre a circulação dos discursos, analisamos aspectos relativos à circulação do discurso da Amway, uma empresa norte-americana de vendas em rede que tem atuado há um certo tempo no Brasil. Mais exatamente, analisamos as condições dessa circulação no momento em que ocorreu de modo mais intenso, isto é, na década de 90, quando havia milhares de pessoas em diversas partes do país envolvidas com a venda dos produtos da empresa e/ou com o seu consumo. Nosso estudo se baseia na Análise do Discurso de linha francesa, com ênfase nas reflexões de Foucault sobre os mecanismos de controle do discurso e na noção de prática discursiva, tal como reformulada por Maingueneau. A análise revela que o discurso da Amway apresenta aspectos de uma doutrina e que, como uma prática discursiva, não pode ser pensado de modo separado dos sujeitos que veiculam o discurso, do modo como os organiza numa hierarquia específica, nem dos eventos que promove e que são promovidos em nome da empresa. Nesses termos, a análise evidencia como os discursos dizem respeito não só a um conjunto de textos, mas também a uma rede institucional relativa ao grupo social que a enunciação do discurso supõe e torna possível.

Palavras-chave


vendas em rede; circulação; doutrina; prática discursiva

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/delta.v29i0.19335

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X