EXPANSÃO E CONTRAÇÃO DIALÓGICA NA MÍDIA: INTERTEXTUALIDADE ENTRE CIÊNCIA, EDUCAÇÃO E JORNALISMO

Désirée Motta Roth, Anelise Scotti Scherer

Resumo


Neste trabalho, exploramos o processo social e discursivo de popularização da ciência (PC) a partir dos conceitos de gênero discursivo, recontextualização e intertextualidade. Assumimos uma perspectiva interdisciplinar, aliando princípios congruentes da Sociorretórica, da Linguística Sistêmico-Funcional e da perspectiva sócio-histórica do Círculo de Bakhtin. Enfocando o processo discursivo da midiatização de pesquisas científicas na internet, tomando por referência 60 notícias de PC em inglês, publicadas nos sítios eletrônicos da BBC News, Scientific American, Nature e ABC Science, entre 2004 e 2008. A mobilização de um conteúdo ideacional da ciência (uma nova pesquisa, sua metodologia e seus resultados) no contexto secundário da mídia jornalística eletrônica é implementada por um movimento de recontextualização de (partes ou todo de) textos e discursos da esfera de atividade científica para outra esfera jornalística, dando visibilidade à intertextualidade como um fluxo contínuo entre gêneros discursivos e contextos de um mesmo sistema de produção e manutenção da ciência. Nesse fluxo intertextual, forças de contração e expansão dialógicas são articuladas, resultando em um efeito monológico que evidencia uma visão tradicional de ciência.

Palavras-chave


gênero discursivo; popularização da ciência; recontextualização; intertextualidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/delta.v28i0.19373

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X