Aryon Rodrigues e as Línguas Gerais na historiografi a linguística

Consuelo Alfaro Lagorio, José R. Bessa Freire

Resumo


Aryon Rodrigues transita por diferentes áreas do conhecimento. Como linguista descreveu diversas línguas, principalmente da família Tupi, coletou dados em trabalho de campo, investiu na formação de quadros, abriu espaço acadêmico para a pesquisa em línguas indígenas, orientando teses e dissertações. Como historiador dessas línguas, evidencia erudição e conhecimento profundo da documentação específica existente em arquivos nacionais e estrangeiros. Dialogou com a produção acadêmica europeia e hispano-americana, desempenhando um papel de proeminência, como uma referência nesse campo. Este artigo destaca a sua contribuição num tópico pouco estudado no Brasil: as línguas gerais que constituem um capítulo importante da historia social das línguas, por evidenciar a dinâmica de intercâmbios interétnicos com implicações na memória regional e nacional. Foi ele quem situou a questão, trazendo esclarecimentos sobre as duas línguas gerais de base indígena que floresceram em território hoje brasileiro: a Língua Geral Paulista e a Língua Geral Amazônica.

Palavras-chave


Historiografia Linguística; Línguas em Contato; Sociolinguística; Língua Geral

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X