A formação de professores de línguas para fins específicos com base em gêneros textuais

Vera Lúcia Lopes Cristovão, Ana Paula Marques Beato-Canato

Resumo


gradativamente devido, especialmente, à abertura de fronteiras, ainternet e sua popularização e a consequente ampliação das relaçõesinternacionais em contextos variados, de negócios à academia, para citardois exemplos. Além disso, temos presenciado uma expansão signifi cativade cursos técnicos profi ssionalizantes federais, para os quais há umademanda crescente de professores de línguas para fi ns específi cos. Nessesentido, o artigo advoga que os cursos de graduação em Letras devemconsiderar essa realidade e englobar a formação de professores para fi nsespecífi cos em seus currículos. Também sugere que o trabalho pode serrealizado em torno de gêneros textuais e uma perspectiva teórica possívelseria o interacionismo sociodiscursivo (BRONCKART, 2006; DOLZ,SCHNEUWLY, 1998), corrente a qual estamos fi liadas. Para alcançartal objetivo, o texto traça um panorama da abordagem de línguas parafi ns específi cos e expõe os princípios do interacionismo sociodiscursivoque poderiam nortear essa formação. Ao fazer isso, aponta que os cursosde Letras não têm dado a devida atenção a essa formação e que umadisciplina com esse foco poderia contribuir signifi cativamente.

Palavras-chave


ensino-aprendizagem de línguas para fins específicos; formação de professores; gêneros textuais; interacionismo sociodiscursivo.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X