RELAÇÃO PROCESSADOR LINGÜÍSTICO-GRAMÁTICA EM PERSPECTIVA: PROBLEMAS DE UNIFICAÇÃO EM CONTEXTO MINIMALISTA

Letícia Maria Sicuro Corrêa

Resumo


A possibilidade de uma derivação minimalista representar a computação sintática implementada em tempo real é considerada. Parte-se de um histórico da relação entre Lingüística Gerativista e Psicolingüística, ressaltando-se o que há de convergente entre esses campos a partir do Minimalismo. Duas dificuldades para a unificação processador-gramática em um único algoritmo são identificadas: a direcionalidade (ascendente) da derivação ante a incrementalidade do processamento lingüístico; a necessidade de se prever movimento sintático com e sem custo. Propõe-se um modelo misto (descente/ascendente) no qual a direcionalidade da computação on-line é função do modo como elementos de categorias funcionais e lexicais se relacionam com o sistema conceitual/intencional na língua em uso. Apenas movimento sintático que responde a demandas discursivas é implementado em tempo real.

Palavras-chave


Unificação; minimalismo; incrementalidade; movimento sintático



Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X