A CONSTITUIÇÃO DE UM GÊNERO TEXTUAL ESCOLAR NO EXERCÍCIO DE ESCRITA COLETIVA

Wagner Rodrigues Silva

Resumo


Neste trabalho, analiso alguns flagrantes de um processo de produção escrita coletiva, em aula de língua materna, que resultaram na elaboração de um jornal escolar por mim caracterizado como um gênero textual híbrido. Em outros termos, investigo as misturas de gêneros de domínios escolares e não-escolares, instauradas no processo de produção escrita no espaço de sala de aula. Tal caracterização é justificada pelas remissões, semiotizadas na materialidade textual, a outros gêneros textuais familiares aos atores participantes do processo aqui reconstruído. Esses gêneros integram alguns eventos de letramento do cotidiano dos alunos, em diferentes domínios sociais. Em termos de planejamento didático, a análise dos dados mostra que as remissões são pouco previsíveis, sendo desencadeadas pelas ações de inúmeros atores componentes do espaço complexo da sala de aula, resultando na instauração de novas práticas de uso e reflexão sobre a escrita. Essa dinâmica da sala de aula pode desencadear inovações no ensino de língua materna.

Palavras-chave


letramento; língua materna; defasagem na aprendizagem

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X