Ethos, gêneros e questões identitárias

Maria Sílvia Cintra Martins

Resumo


Partimos da concepção de ethos presente na Retórica aristotélica e exploramos a noção de ethos em trabalhos de autores contemporâneos, como Maingueneuau (2005) e Amossy (2005). Enquanto estes autores aplicam sua teorização preferencialmente aos discursos político e publicitário, tentamos mostrar de que maneira é possível vislumbrar a construção do ethos, tanto em gêneros do discurso infantil, como em práticas discursivas de adultos com baixo grau de escolaridade. Através desses exemplos, buscamos relacionar a construção do ethos com a construção das identidades social e virtual (Cf. Goffman, 1975, 1996).

Palavras-chave


ethos; discurso; identidade; construção

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-44502007000100002

Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X