Manipulação, contramanipulação e persuasão no discurso presidencial: mecanismos circunstanciais ou sempre atuais?

Lidia Almeida Barros, Diva Cardoso de Camargo, Eli Nazareth Bechara, Daniel Fonseca, Evelyne Pape, Sulivan Pereira Brito

Resumo


Este trabalho procede a uma análise dos processos de persuação, manipulação e contramanipulação presentes em um pronunciamento presidencial1. Objetiva compreender como os enunciadores do discurso organizam o mesmo no sentido de obter a adesão do enunciatário (sociedade brasileira). Do ponto de vista metodológico, são analisadas as embreagens e debreagens espaço-temporais, a criação de objetos de valor e anti-sujeitos, mecanismos empregados pelo enunciador para estabelecer um contrato com o enunciatário. Oposição e governo são investidos de valores como prejuízo à nação e entendimento nacional. Este estudo pretende fornecer alguns parâmetros para comparação entre discursos de mesma natureza.

Palavras-chave


Sociossemiótica; Discurso político; Persuasão; Manipulação

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X