O MODELO DAS MOTIVAÇÕES COMPETIDORAS NO DOMÍNIO FUNCIONAL DA NEGAÇÃO

Maria Angélica Furtado da Cunha

Resumo


No português do Brasil co-ocorrem três estratégias de negação oracional: a negativa canônica, a negativa dupla e a negativa final. Este artigo busca descrever e interpretar propriedades lingüísticas específicas que ocorrem no uso dessas estratégias pelos falantes, com o fim de depreender as regras de codificação da função discursiva de quebra de expectativa. Utilizo-me da teoria das motivações competidoras como abordagem analítica para as negativas, que são interpretadas como resultado do conflito entre iconicidade e economia. A análise tem como fonte de dados o Corpus Discurso & Gramática – a língua falada e escrita na cidade do Natal.

Palavras-chave


Negação; Motivações competidoras; Funcionalismo; Mudança lingüística

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X