O efeito do processo terapêutico para problemas de fluência de fala no discurso de pais

Thais Inocêncio Pires, Silvia Friedman

Resumo


Objetivo: Estudar, por intermédio do discurso de pais, os efeitos e a efetividade de um processo terapêutico para problemas de fluência de fala baseado em uma abordagem dialético-histórica. Método: Trata-se de pesquisa qualitativa para a qual foram feitas entrevistas semi-estruturadas a três famílias em atendimento terapêutico com a pesquisadora. A entrevista iniciou-se com a frase: Fale-me sobre o processo terapêutico de seu filho. O entrevistador interferiu de modo a garantir que os entrevistados falassem sobre a visão que tinham e tem de seus filhos e de sua fala e das mudanças que observaram. As entrevistas transcritas, foram categorizadas de acordo com a Análise de Conteúdo de Bardin em 4 categorias: Abordagem Terapêutica; Vivências e Afetos; Causas e Visão que os Pais têm do Filho, da Linguagem e da Gagueira, esta última estruturada em 3 sub-categorias: Sentimentos/Pensamentos sobre a Gagueira/Linguagem; Situações Sociais e Características da Comunicação. Resultados/Discussão: Os efeitos terapêuticos observados a partir da analise das categoria foram: em Abordagem Terapêutica relatos dos pais de que, diferentemente de outras abordagens, na abordagem dialético histórica sentiram-se parte integrante do processo terapêutico. Na categoria Vivências e Afetos relatos de que momentos de fala antes sentidos como aflitivos e exaustivos, passaram a ser compartilhados e apreendidos como parte integrante do processo de produção de fala e de que compreenderam que os seus sentimentos tem efeitos sobre a fala das crianças. Na categoria Causas relatos que relacionaram o surgimento da gagueira a algum evento importante de suas vidas. Na categoria Visão que os Pais têm do Filho, da Linguagem e da Gagueira relatos sobre como era a fala de seus filhos; sobre as mudanças observadas nessa fala; sobre o estigma que eles e seus filhos carregavam e sobre sua compreensão de que os contextos sociais intensificavam a gagueira. Conclusão: esses efeitos indicam que o processo terapêutico apoiado na vertente dialético histórica foi efetivo para os participantes desta pesquisa. Indicam também que essa efetividade não se avalia apenas pela diminuição da gagueira e da disfluência das crianças, mas, principalmente, pela mudança da atitude dos pais em relação a esta forma de fala, que permitiu tal diminuição. Tal resultado aponta para a necessidade e importância de realizar outros estudos a respeito desse tipo de abordagem terapêutica.


Palavras-chave


gagueira, pais, terapia.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.