A trajetória histórica dos estudos e pesquisas sobre a dislexia: a busca pela compreensão do fenômeno

Patricia de Oliveira, Cristina Broglia Feitosa Lacerda

Resumo


O objetivo deste texto é apontar o desenvolvimento histórico do conceito de dislexia por meio de uma breve análise da trajetória dos estudos e pesquisas constituídos. Conforme é possível constatar, os estudos sobre as dificuldades de aprendizagem da leitura e da escrita emergiram a partir de estudos da Neurologia, migrando para outros campos dentro da área médica, sem localizar a etiologia do fenômeno. Este fato pode ter contribuído para a proposição de teorias e hipóteses diferentes entre si, que não se confrontam e não se complementam, necessariamente, trazendo controvérsias e tensões ao campo. Finalizamos apontando a necessidade de estudos que avaliem fatores externos às crianças diagnosticadas como disléxicas, como a cultura na qual estão inseridas, suas vivências com a escrita, a metodologia de ensino aplicada, entre outros, a fim de se construir uma visão integral deste fenômeno da aprendizagem.


Palavras-chave


Dislexia; Transtorno da Leitura; Educação Especial; Educação; Dificuldade de Desenvolvimento da Leitura; Avaliação Educacional

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2724.2018v30i4p791-801

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.