Identificação de aspectos comunicativos na locução de repórteres de televisão

Carolina Pennini, Vanessa Pedrosa Vieira, Felipe Moreti, Glaucya Madazio, Mara Behlau

Resumo


Objetivo: Identificar a possibilidade de indivíduos leigos diferenciarem repórteres e não repórteres por meio de aspectos comunicativos em tarefa de leitura de texto. Métodos: Participaram da pesquisa 24 sujeitos falantes e 12 sujeitos ouvintes, sendo 12 repórteres em exercício profissional e 12 não repórteres e não profissionais de nenhuma categoria da voz falada. Todos realizaram uma leitura de um trecho de noticia padrão para análise auditiva. Os ouvintes eram 12 indivíduos leigos não repórteres, que avaliaram as 24 amostras de fala quanto à agradabilidade, credibilidade e clareza da articulação da fala por meio de uma escala numérica de 11 pontos, além de assinalar se o trecho ouvido era de repórter ou não repórter. Resultados: Houve elevado nível de confiabilidade intra e inter-avaliadores para os três aspectos em questão: agradabilidade, clareza da dicção e credibilidade. Repórteres obtiveram maiores escores médios para os três parâmetros avaliados, quando comparados aos não repórteres. A credibilidade diferenciou perfeitamente (100%) repórteres de não repórteres; em relação à agradabilidade e clareza da dicção, a identificação correta dos indivíduos caiu para 83%. Conclusão: Os indivíduos leigos conseguiram diferenciar repórteres e não repórteres pelos aspectos comunicativos de agradabilidade, credibilidade e clareza da dicção na tarefa de leitura de texto. A credibilidade foi o parâmetro que permitiu que todos os ouvintes leigos realizassem a identificação correta de repórteres e não repórteres.


Palavras-chave


Voz; Comunicação; Discursos; Qualidade da Voz; Jornalismo; Fonoaudiologia

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2724.2018v30i4p776-784

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.