Novas tecnologias, antigos mitos: apontamentos para uma definição operatória de imaginário tecnológico

Erick Felinto

Resumo


Investigação sobre as mutações históricas sofridas pelo conceito de imaginário e
elaboração de uma definição para a noção de imaginário tecnológico. Por meio dessa
noção, analisa os discursos da cibercultura e identifica sua contaminação por um desejo
religioso da transcendência. Por fim, sugere uma crí­tica dos mitos utópicos da cibercultura,
interpretados no âmbito de um processo de fetichização da tecnologia.
Palavras-chave imaginário, tecnologia, comunicação, cibercultura, mito
Abstract The article investigates the transformations underwent by the concept of imaginary
throughout history and elaborates a definition for the notion of technological
imaginary. By means of this notion, it analyzes cyberculture’s discourse and denounces
its contamination by a religious longing for transcendence. Lastly, it suggests a critique
of cyberculture’s utopist myths, which are interpreted as a process of fetishization of
technology.
Key words imaginary, technology, communication, cyberculture, myth

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM