Profecias galopantes de Hitchcock

Leda Tenório da Motta

Resumo


Muitos dos problemas ambientais, políticos, comportamentais e até mesmo sexuais
com que hoje nos debatemos são tópicos de Hitchcock. Há uma briga da
natureza com a cultura e um medo de ter medo, uma síndrome do pânico avant la
lettre, em Os pássaros (The birds, 1963) e um Big Brother elegante em Janela indiscreta
(Rear window, 1954). Há também uma crise das categorias genéricas nas
personagens masculinas fragilizadas por bloqueios emocionais e nas loiras tão glaciais
quanto fálicas de Um corpo que cai (Vertigo, 1958) e Psicose (Psycho, 1960).
Trata-se de mostrar que é possível entrever o século XXI através da arte
hitchcockiana, notadamente aquela que constitui a fase norte-americana do artista.
Palavras-chave: Hitchcock; síndrome do pânico; voyeurismo; gêneros
Abstract: Hitchcock’s galloping prophecies — This article discusses to what extent
Hitchcock’s masterpieces Rear Window (1954), Vertigo (1958), Psycho (1960) and
The Birds (1963) anticipated most of today’s environmental, political, behavioral
and sexual problems. Its main purpose is to demonstrate that the 21st century can
be glimpsed through Hitchcockian art, especially through the films produced during
the moviemaker’s American phase in the fifties and sixties.
Keywords: Hitchcock; panic syndrome; voyeurism; gender

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM