A percepção de acadêmicos de Ciências Contábeis de uma Instituição de Ensino Superior sobre seu papel em sua formação profissional

Caroline Costa Marinho, Vinícius Voigt Severiano, Zilton Bartolomeu Martins

Resumo


O presente artigo teve por objetivo analisar a percepção de acadêmicos de Ciências Contábeis acerca do papel da instituição de ensino superior em sua formação profissional. Quanto aos procedimentos metodológicos, a pesquisa é classificada com uma abordagem quantitativa, descritiva em relação aos objetivos e de levantamento conforme os procedimentos. Como instrumento de coleta de dados, foi aplicado um questionário com 17 (dezessete) questões fechadas, adaptado dos estudos de Degenhart, Turra e Biavatti (2016), Mathias, Serafim Júnior, Besen e Araujo (2018) e Moura e Lima Filho (2019), de forma eletrônica entre abril e maio de 2020 e validado por três professores da área. A população é composta por 101 alunos matriculados do curso de Ciências Contábeis de uma universidade comunitária de Santa Catarina, em 2020/1. A amostra compreendeu 56 acadêmicos que responderam devidamente ao questionário, que corresponde a 55,44% da população. Os dados foram tabulados por meio do Google Formulários® e a técnica utilizada para análise de dados foi a estatística descritiva, por meio da distribuição de frequência relativa. Os principais resultados revelaram que os acadêmicos consideram que a formação dada pela universidade é compatível com a exigida pelo mercado de trabalho, bem como facilita o ingresso do aluno à prática profissional, além de trazer conteúdos específicos trabalhados no decorrer do curso como preparação de atributos, competências e habilidades aos futuros bacharéis em Ciências Contábeis.

Palavras-chave


Instituições de ensino superior; formação profissional; acadêmicos; ciências contábeis

Texto completo:

PDF

Referências


Alniacik, Ü., Alniacik, E., Akcin, K., & Erat, S. (2012). Relationships between career motivation, affective commitment and job satisfaction. Procedia-Social and Behavioral Sciences, 58 (1), 355-362.

Amaro, H. D., & Beuren, I. M. (2018). Influência de fatores contingenciais no desempenho acadêmico de discentes do curso de Ciências Contábeis. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade, 12(1), 22-44.

Antunes, M. T. P., Grecco, M. C. P., Formigoni, H., & Mendonça Neto, O. D. (2012). A adoção no Brasil das normas internacionais de contabilidade IFRS: O processo e seus impactos na qualidade da informação contábil. Revista de Economia e Relações Internacionais, 10(20), 5-19.

Araújo, A. M., Santos, A. A., Noronha, A. P., Zanon, C., Ferreira, J. A., Casanova, J. R., & Almeida, L. S. (2016). Dificuldades antecipadas de adaptação ao ensino superior: Um estudo com alunos do primeiro ano. Revista de Estudios e Investigación en Psicología y Educación, 3(2), 102-111.

Assis, L. B., Paula, A. P. P., Barreto, R. O., & Viegas, G. (2013). Estudos de caso no ensino da Administração: O erro construtivo libertador como caminho para inserção da pedagogia crítica. Revista de Administração Mackenzie, 14(5), 44-73.

Brasil. (2004). Resolução CNE/CES nº 10, de 16 de dezembro de 2004. Institui as diretrizes curriculares nacionais para o curso de graduação em Ciências Contábeis, bacharelado, e dá outras providências. Recuperado em 19 outubro, 2019, de http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rces10_04.pdf.

Byrne, M., Willis, P., & Burke, J. (2012). Influences on school leavers’ career decisions: Implications for the accounting profession. The International Journal of Management Education, 10(2), 101-111.

Cardoso, R. L., Riccio, E. L., Mendonça Neto, O. R., & Oyadomari, J. C. (2013). Entendendo e explorando as competências do contador gerencial: Uma análise feita pelos profissionais. Advances in Scientific and Applied Accounting, 3(3), 353-371.

Cosenza, J. P., Gomes, R. C., & Devillart, D. G. C. (2015). Habilidades e competências inerentes ao profissional da contabilidade no atual mercado de trabalho brasileiro. Revista Brasileira de Contabilidade, 1(214), 33-58.

Degenhart, L., Turra, S., & Biavatti, V. T. (2016). Mercado de trabalho na percepção dos acadêmicos concluintes do curso de ciências contábeis do estado de Santa Catarina. Revista ConTexto, 16(32), 77-93.

Dias, L. N. S., & Moreira, A. C. S. (2008, agosto). As perspectivas da profissão contábil para os formandos em Ciências Contábeis do Instituto de Estudos Superiores da Amazônia – IESAM. Anais do Congresso Brasileiro de Contabilidade, Gramado, RS, Brasil, 18.

Guedes, K. L., Andrade, R. O. B., & Nicolini, A. M. (2015). A avaliação de estudantes e professores de Administração sobre a experiência com a aprendizagem baseada em problemas. Administração: Ensino e Pesquisa, 16(1), 71-100.

Heang, L. T., Mee, L. Y., Ramalingam, L., & Hoe, C. S. (2019). Job opportunities and employability skills required of business graduates in Malaysia: An investigation through online job advertisements. Journal of Marketing Advances and Practices, 1(1), 37-49.

Kruger, S. D., Sacon, K., Mazzioni, S., & Petri, S. M. (2018). Perfil do profissional contábil demandado pelo mercado de trabalho na região sul do Brasil. Revista de Contabilidade da UFBA, 12(1), 54-73.

Leal, E. A., Soares, M. A., & Sousa, E. G. (2008). Perspectivas dos formandos do curso de Ciências Contábeis e as exigências do mercado de trabalho. Revista Contemporânea de Contabilidade, 5(10), 147-160.

Lima, R. L., Costa, A. J. B., & Santana, C. M. (2015). Educação contábil em tempos de IFRS: Um estudo de caso entre uma universidade brasileira e outra alemã. Revista de Gestão e Contabilidade da UFPI, 2(1), 61-76.

Machado, L. S., Kuhn, J., & Machado, M. R. R. (2014). Conhecimento dos docentes de contabilidade sobre as normas internacionais. Revista Contabilidade e Controladoria, 6(1), 28-42.

Marin, T. I. S., Lima, S. J., & Casa Nova, S. P. C. (2014). Formação do Contador – O que o mercado quer, é o que ele tem? Um estudo sobre o perfil profissional dos alunos de Ciências Contábeis da FEA-USP. Contabilidade Vista & Revista, 25(2), 59-83.

Mathias, L. R. G. M., Serafim Júnior, V., Besen, F. G., & Araujo, T. V. (2018). Percepção sobre qualidade de ensino dos graduandos do curso de Ciências Contábeis da UNIOESTE – Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Revista de Auditoria, Governança e Contabilidade, 6(24), 107-121.

Mbawuni, J., & Nimako, S. G. (2015). Critical factors underlying students' choice of institution for graduate programmes: Empirical evidence from Ghana. International Journal of Higher Education, 4(1), 120-135.

Moura, M. M. S. G., & Lima Filho, R. N. (2019). A percepção dos alunos do curso de Ciências Contábeis quanto a sua formação acadêmica em relação ao mercado de trabalho. Brazilian Journal of Development, 5(1), 386-415.

Nhasengo, B. C. D., & Razzolini Filho, E. (2012, novembro). Monitoramento da informação nas organizações usando sistemas de informação. Anais do Congresso Virtual Brasileiro de Administração, São Paulo, SP, Brasil, 9.

Oliveira, H. M., & Silva, J. O. (2014, maio). Perfil do profissional contábil: Um estudo de suas habilidades. Anais do Congresso UFSC de Controladoria e Finanças & Iniciação Científica em Contabilidade, Florianópolis, SC, Brasil, 5.

Pan, P., & Perera, H. (2012). Market relevance of university accounting programs: Evidence from Australia. Accounting Forum, 36(2), 91-108.

Peleias, I. R., Nunes, C. A., & Carvalho, R. F. (2017). Fatores determinantes na escolha do curso de Ciências Contábeis por estudantes de instituições de ensino superior particulares na cidade de São Paulo. Revista Gestão Universitária na América Latina, 10(3), 39-58.

Politelo, L., Manfroi, L., & da Cunha, P. R. (2013). O mercado de trabalho na percepção dos concluintes do curso de Ciências Contábeis. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 12(35), 79-98.

Porto, A. M. S., & Soares, A. B. (2017). Expectativas e adaptação acadêmica em estudantes universitários. Revista Psicologia: Teoria e Prática, 19(1), 208-219.

Reis, A. O., Sediyama, G. A. S., Moreira, V. S., & Moreira, C. C. (2015). Perfil do profissional contábil: Habilidades, competências e imagem simbólica. Revista Contemporânea de Contabilidade, 12(25), 95-116.

Safta, C. G. (2015). Career decisions: A test of courage, responsibility and self-confidence in teenagers. Procedia: Social and Behavioral Sciences, 1(203), 341-347.

Santos; D. G, Araujo, V. S., Cavalcante, P. R. N., & Barbosa, E. T. (2014, julho). Formação acadêmica em Ciências Contábeis e sua relação com o mercado de trabalho: A percepção dos alunos de Ciências Contábeis de uma instituição federal de ensino superior. Anais do Congresso USP de Iniciação Científica em Contabilidade, São Paulo, SP, Brasil, 9.

Umar, I. (2014). Factors influencing students’ career choice in Accounting: The case of Yobe State University. Research Journal of Finance and Accounting, 5(17), 59-62.

Vasconcelos, Y. L., Yoshitake, M., Lins, D. A. C., Melo, A. P. S., & França, S. M. Método de caso e estudo de caso: Usos no exercício da docência em contabilidade de custos. Revista Custo e Agronegócio, 9(4), 2-18.




DOI: https://doi.org/10.23925/cafi.v4i1.50941

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

A Revista CAFI apoia a Declaração de São Francisco sobre Avaliação de Pesquisa (DORA)

 Cirad assina a Declaração de São Francisco sobre a avaliação da pesquisa (DORA). Logo da iniciativa DORA



Indexadores

Conforme Qualis único de  2017-2018 (divulgado em 2019)


 

 

 

logo

 

Diretórios 

 

 

 

 

Creative Commons

 

A Revista Cafi adota a licença do CC-BY Creative Commons Attribution 4.0

 


ISSN 2595-1750