Edições anteriores

  • v. 8 n. 2 (2020)

    Este número da Revista Poliética – Revista de Ética e Filosofia Política – recebeu propostas que contemplaram as relações entre A Filosofia e o desejo. Nosso objetivo consistiu em publicar trabalhos capazes de contribuir para as discussões e problematizações voltadas para analisar as abordagens do tema do desejo na História da Filosofia, nas diversas formas de Expressões Artísticas (Literatura, Teatro, Cinema, dentre outras), nas diferentes investigações realizadas pelas Ciências Humanas (Antropologias e Psicologias), nas Meta-Modelizações Micropolíticas (Esquizoanalíticas) e nas incursões Psicanalíticas.

  • v. 8 n. 1 (2020)

    Não por acaso, o século XVIII foi chamado de o século das Luzes, cujas ideais principais foram a liberdade, a igualdade, a humanidade na expressão da Revolução Francesa, mas também a tolerância.   Não se trata apenas do uso de uma expressão – Luzes – e sua equivalência a um período histórico, mas a ampla renovação intelectual e cultural iniciada no Renascimento que visava afirmar o triunfo da razão em diversos campos do saber. Como todo movimento histórico, seu processo de formação foi lento e teve início ainda na segunda metade do século XVII, para se consolidar na sequência. Gradativamente, solidificou-se a crítica ao longo período medieval e a seu suposto obscurantismo, apenas superado pelo advento da modernidade. Para o século das Luzes há um tempo das sombras ao qual ele se opõe, ou seja, um tempo de tutela da razão pelos poderes teológico e político.
  • Capa da Revista Poliética Vol. 5 Num. 2 - Política, Imagem e Imaginação

    v. 5 n. 2 (2017)

    Política, Imagem e Imaginação
  • v. 5 n. 1 (2017)

    Colóquio Sul-Americano de Filosofia Política Contemporânea da PUC-SP: “Governamentalidade e subjetivações políticas”
  • Capa Revista

    v. 3 n. 2 (2015)

    Caderno Especial sobre as 1as Jornadas Sul-Americanas de Filosofia Árabe - Estudos em Homenagem ao Prof. Carlos Arthur Nascimento
  • v. 3 n. 1 (2015)

    No tempo presente a pergunta “o que é a violência? ” Não tem uma resposta fácil, pois não há só uma violência, mas várias violências: as violências naturais, mas também as produzidas pelos homens tais como os golpes e as agressões que ameaçam a integridade física e mental das pessoas, as guerras, os atentados à dignidade da pessoa humana.
  • v. 2 n. 1 (2014)

    A reflexão sobre as questões políticas da atualidade continuaa exigir, daqueles a que a ela se dedicam, uma indagação sobrealguns temas – entre outros – fundamentais para a sua compreensão:o melhor regime, a separação dos poderes, a tolerância, aliberdade, a justiça. Tal como já nos primeiros textos dos filósofosda Antiguidade, essa temática continua na pauta de uma suposta“nova ordem internacional”.

    Este segundo número da Revista Polietica é dedicado ao IV Colóquio do Grupo de Ética e Filosofia, realizado em outubro de2013 na PUCSP, cujo tema foi Fisionomias da Filosofia Política Contemporânea.