Implante de prótese peniana no tratamento de disfunção erétil

Saul Gun, Yuri Gurfinkel, Rafael Augustus Mileo

Resumo


Introdução: A disfunção erétil é definida como a incapacidade masculina de obter e manter uma ereção que permita a atividade sexual satisfatória. Estima-se que cerca de 100 milhões de homens ao redor do mundo sejam acometidos pelo problema, sendo 16 milhões brasileiros acima dos 40 anos de idade. Embora apresente etiologia diversificada, pode ocorrer como um efeito adverso ao uso de medicamentos como o sildenafil. Objetivo: Relatar o caso de um paciente em superdosagem de sildenafil que desenvolveu disfunção erétil após 48 horas de priapismo isquêmico. Metodologia: Avaliação clínica do paciente em questão, revisão de prontuário e da literatura relacionada com o tema exposto. Relato de caso: R.O.J., 36 anos, sexo masculino, procurou o serviço de urologia ambulatorial com uma queixa de disfunção erétil. Relatou que há 03 meses fez uso de sildenafil e, após 48 horas de ereção contínua, decidiu procurar ajuda médica, sendo necessário a realização de duas drenagens para melhora clínica. Após a resolução do problema, o paciente apresentou um quadro de disfunção erétil refratário ao tratamento clínico, sendo indicado então a colocação de uma prótese peniana – cirurgia essa que decorreu sem maiores complicações. Conclusão: A disfunção erétil masculina é uma condição clínica devastadora para a qualidade de vida do doente. Há diversas formas de tratamento disponíveis na atualidade – farmacológicas e não farmacológicas - sendo a resolução da mesma garantida em última instância com a colocação de uma prótese, para restauração de uma melhora na qualidade de vida do doente.


Palavras-chave


disfunção erétil; priapismo; prótese peniana

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.