Tratamento de esclerose múltipla com interferon β-1A

Paulo Henrique Pires de Aguiar, Rafael Augustus Mileo, Yuri Gurfinkel

Resumo


Introdução: A esclerose múltipla é uma doença desmielinizante do sistema nervoso central, com prognóstico de incapacidade sombrio. Embora sua fisiopatologia não seja totalmente conhecida, evidências sugerem que sua etiologia seja de origem autoimune. Apresenta grande variabilidade de sintomas, dependendo da região onde ocorre a lesão, e quatro formas clínicas bem documentadas, consistindo em uma doença de complexidade diagnóstica. Objetivo: Relatar um caso de esclerose múltipla em paciente atendida na enfermaria de neurologia do Conjunto Hospitalar de Sorocaba. Metodologia: Avaliação clínica da paciente em questão, revisão de prontuário e de literatura relacionada ao tema exposto. Relato de caso: K. S., 30 anos, sexo feminino, branca, iniciou quadro de vertigem intermitente com episódios de confusão mental e parestesia em hemiface esquerda, evoluindo após 15 dias com hemiparesia esquerda, fadiga, visão turva, disartria e alteração de provas cerebelares. A ressonância nuclear magnética de crânio evidenciou lesões hipointensas arredondadas no tronco encefálico, corpo caloso e nos hemisférios cerebelares em T1 e lesões na substância branca dos hemisférios cerebrais hiperintensas na sequência Fluid Attenuated Inversion Recovery (FLAIR) em T2, realçadas pelo contraste paramagnético na periferia. Foi realizado o diagnóstico de esclerose múltipla e iniciada terapia de remissão com glucocorticóides e modificadora do curso da doença com interferon beta-1a (IFNβ-1a). Conclusão: A terapia com IFNβ-1a demonstrou elevada eficácia no controle dos sintomas e remissão do quadro clínico, com efeitos colaterais efêmeros, garantindo retardo no desenvolvimento da incapacidade e proporcionando melhora da qualidade de vida da paciente.

Palavras-chave


esclerose múltipla; glucocorticoides; interferon beta; exacerbação transitória dos sintomas

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.