Avaliação da letalidade presumida pelo euroscore comparada aos desfechos observados em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica

José Roberto Maiello, Laís Garcia Lopes Rossi, Juline do Prado Paes

Resumo


Introdução: A cirurgia de revascularização do miocárdio (CRM) é uma modalidade terapêutica largamente utilizada no tratamento da doença aterosclerótica das artérias coronárias. A literatura médica considera de fundamental importância os modelos de previsão precisa de risco na prática atual da cirurgia cardíaca, pois esses modelos permitem comparar os resultados de uma forma significativa, além da utilidade nas tomadas de decisão cirúrgica, na elaboração de consentimento informado no pré-operatório e na gestão de cuidados de saúde. Objetivos: Os objetivos desse trabalho são calcular a letalidade pelo método do EuroSCORE em pacientes submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica e comparar esse resultado com o desfecho observado intra-hospitalar (alta hospitalar ou óbito) ou em até 30 dias. Metodologia: A pesquisa foi desenvolvida a partir da avaliação amostral de 212 pacientes que foram submetidos à cirurgia de revascularização miocárdica no Hospital Santa Lucinda da Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Sorocaba – PUC/SP. O estudo foi descritivo longitudinal (2015-2016) e retrospectivo (2014-2015). Resultados: A mortalidade total para a amostra foi de 12,2%. Os pacientes com desfecho óbito obtiveram um menor valor de EuroSCORE em relação aos pacientes com desfecho sobrevida, porém o teste de Hosmer-Lemeshow demostrou boa calibração. O EuroSCORE aditivo apresentou uma acurácia mais próxima dos valores considerados como ideais. Conclusão: Não foi encontrada diferença estatística (P>0,05) entre as mortalidades predita e observada, apesar da amostra ser insuficiente para o cálculo dos modelos com boa acurácia.

Palavras-chave


revascularização miocárdica; fatores de risco; letalidade

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.