Curativo a base de poli(l-co-d,l-ácido lático-co-tmc) (pldla-tmc) (70/30) com aroeira aplicado ao tratamento de queimaduras

Eliana Aparecida de Rezende Duek, Vinícius Leal Gervásio, Ricardo Yugi Eri, Maria Lourdes Peris Barbo, Moema Hausen, Daniel Komatsu

Resumo


Introdução: A utilização de plantas é uma alternativa de baixo custo às drogas sintéticas utilizadas no tratamento de queimaduras. Dentre as diversas plantas medicinais, a aroeira (Schinus terebinthifolius Raddi) demonstra ter propriedades anti-inflamatórias, antimicrobianas e antioxidantes que lhe atribuem um alto potencial cicatrizante [1]. Objetivos: Avaliar in vivo a ação cicatrizante da aroeira associada a membranas do terpolímero poli (L-co-D,L ácido lático-co-TMC) (PLDLA-co-TMC) como matriz polimérica. Justificativas: Encontrar alternativas de baixo custo para o tratamento de queimaduras considerando que os curativos atuais para o tratamento desse tipo de lesão são caros e não estão disponíveis para uso no SUS. Metodologia: 30 ratos Wistar foram separados em grupos controle negativo e positivo, e grupo tratado. Após anestesia foram submetidos a lesão térmica por escaldo e após 7 e 14 dias foram sacrificados e a pele lesionada foi retirada e processada para análise histológica. Resultados e Discussão: O controle negativo (apenas lesão) apresentou baixa regeneração da epiderme e de seus anexos, além de apresentar nas bordas, tecido fibroso após 14 dias. O controle positivo (apenas membrana) apresentou regeneração extensa da epiderme chegando próximo ao centro da lesão onde foi encontrado tecido fibroso após 14 dias. Ambos controles apresentaram infiltrado inflamatório na derme. No grupo tratado (membrana com 50% de aroeira), em apenas 7 dias já houve reepitelização completa da epiderme e anexos cutâneos já se encontravam presentes, e após 14 dias, toda a área lesionada foi recuperada com apresentação normal de todas as camadas da pele. Conclusão: A excelente regeneração da pele observada neste estudo corrobora a eficácia das propriedades farmacológicas da aroeira.

Palavras-chave


polímeros biorreabsorvível; aroeira; curativo

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.