Prevalência de comportamento sedentário em adolescentes de escola particular de ensino fundamental

Inês Maria Crespo Gutierres Pardo, Julia Stabenow Jorge, Renata Guarischi Mattos Amaral Souza, Sandra Regina Dantas Nascimento, Valéria Cristina Ramos Santucci, José Eduardo Martinez

Resumo


Introdução e objetivos: o sedentarismo está associado ao aumento de prevalência de várias doenças crônicas. O objetivo deste estudo é identificar a prevalência e fatores associados ao comportamento sedentário em adolescentes. Material e métodos: 62 adolescentes de ambos os sexos, idade de 10 a 14 anos, matriculados em escola particular de ensino fundamental. Foram coletados dados sobre hábitos alimentares, padrão de atividade física e estado nutricional. Foram classificados como sedentários aqueles que dedicavam período de tempo superior a duas horas por dia a atividades passivas. Resultados: estudo de 62 adolescentes com idade média de 12,1 ± 1,2 anos, sendo 58,1% do sexo feminino. Verificou-se a prevalência de comportamento sedentário em 54,8% dos adolescentes em dias de semana e 74,2% em dias de final de semana. A média de horas gastas em atividades sedentárias foi de 3 horas e 20 minutos em dias de semana e 5 horas e 15 minutos em dias de final de semana. A idade e o peso foram as variáveis que se correlacionaram positivamente com o tempo gasto em atividades passivas no final de semana e dias de semana (p < 0,05). Conclusão: aproximadamente sete em cada dez adolescentes dedicam mais de duas horas por dia no final de semana em atividades sedentárias e praticam menos de 300 minutos por semana de atividades físicas. Campanhas elucidando a importância da prática de atividade física e diminuição de comportamento sedentário são fundamentais para reduzir os potenciais riscos à saúde na vida adulta.

Palavras-chave


adolescentes; índice de massa corporal; estilo de vida sedentário; exercício

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais



Apoio: ..............................................................................................................................................

    

Fundação São Paulo - Hospital universitário

 



 

Rev. Fac. Ciênc. Méd. Sorocaba, Sorocaba, SP, Brasil, e-ISSN 1984-4840

A Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 4.0 Internacional.