A pós-modernidade da comunicação: o discurso sob o efeito de verdade

Autores

  • Walcler de Lima Mendes Junior SOTEPP/UNIT

Resumo

Sob a crítica de que os paradigmas da modernidade sofreram a partir da virada linguística proposta pelos autores pós-modernos, novos espaços de fala se abrem problematizando oposições como verdade x mentira, real x falso. O artigo aqui apresentado se debruça sobre alguns aspectos dessa desconstrução operando a partir dos campos da filosofia, comunicação, cinema e literatura. Propomos, para tanto, a construção de duas ideias: o “Crime do texto” e o “Grande Mentiroso” que funcionam como alegorias ou ferramentas que auxiliam a interpretação aqui sugerida. Por crime do texto compreende-se as operações textuais que borram a fronteira entre verdade e mentira, real e virtual. O Grande Mentiroso se apresenta como o sujeito descentrado que falseia o avatar discursivo que assume o lugar do autor clássico. Por fim, o texto questiona se essa postura pós-moderna ainda serviria como ferramenta crítica frente ao atual estado das coisas caracterizado pela violência, truculência e pensamento único dissimulado em multiplicidades e liberdade de expressão.

Biografia do Autor

Walcler de Lima Mendes Junior, SOTEPP/UNIT

Doutor em Planejamento Urbano e Regional pelo Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional (IPPUR/UFRJ). Professor titular da Faculdade de Comunicação Social e do Programa de Pós-Graduação Sociedade, Tecnologias e Políticas Públicas da Universidade Tiradentes, (SOTEPP/UNIT).

Downloads

Publicado

2017-03-19