A produção visual de novos artistas afrodescendentes no Brasil e reverberações na formação docente em artes visuais

Francione Oliveira Carvalho, Matheus Assunção, Karina Pereira da Silva

Resumo


O objetivo central do artigo é identificar e problematizar como a produção visual que tematiza as experiências negras surgem na arte e na pesquisa acadêmica brasileira dos últimos dez anos e de que maneira impactam na formação dos licenciandos de artes visuais. O levantamento de dados se deu a partir do banco de teses da CAPES; da catalogação da produção de jovens artistas que problematizam as experiências negras em suas obras com base em catálogos de exposições das principais instituições culturais brasileiras, em revistas especializadas em artes visuais e no Instagram. A pesquisa considerou como jovens artistas os nascidos a partir de 1987, entretanto, percebemos que no caso dos artistas afrodescendentes o acesso ao mercado de arte se dá após os trinta anos de idade, sendo o racismo institucional um dos entraves vivenciados por este grupo. A investigação também revelou a invisibilidade da produção de artistas e pesquisadores afrodescendentes que se debruçam sobre a temática negra contemporânea tanto na academia quanto no currículo de formação de professores de arte.

Palavras-chave


Arte afrodescendente; Formação de professores de artes visuais; Arte contemporânea

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/v12n36_artigo1

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1982-6672

DOI 10.23925/1982-6672