Toca Raul! Intertextualidades nas músicas de Raul Seixas

Ivan Fortunato

Resumo


Esse artigo tem como objeto de estudo as letras das músicas do cantor e compositor brasileiro Raul Seixas, cuja obra sobrevive mais de quatro gerações e continua presente nas rádios, nos repertórios de bandas famosas e não-famosas (reproduzidas na íntegra ou em novas versões/adaptações) e principalmente na divisa Toca Raul, que é frequentemente gritada por fãs nos concertos de diversas bandas. A produção musical de Raul Seixas levou-o ao lugar de mito na mídia, status conferido a personagens/atores/cantores capazes de atrair grande audiência por período de tempo que ultrapassa uma década. O recorte aqui proposto busca indicar diversas intertextualidades latentes ou veladas nas suas músicas, que provocam remissões a outras obras que também são irreverentes e postulam alguma quebra de paradigma. Popularmente conhecido como Maluco Beleza, Raul Seixas é mito porque sua voz ressoa no imaginário cultural pela tese de que há algo no ser humano que ultrapassa os condicionantes da hegemonia dominante; é na constante batalha pela liberdade e nas expressões que revelam o encanto do ser humano que as músicas de Raul estabelecem vínculos entre seus ouvintes que extrapolam gerações.

Palavras-chave


Raul Seixas 1. Música 2. Vínculo 3. Intertextualidade 4. Comunicação 5.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1982-6672

DOI 10.23925/1982-6672