Igreja de Cristo: Igreja do povo ou Igreja para poucos?

Luiz Claudio de Almeida Braga

Resumo


A Igreja Católica marca o seu início no evento Pentecostes, que injetou uma força, dando ânimo para a sua propagação. O evento fundante realmente existiu, mas como entender seu reflexo hoje? Como entender a vontade de Cristo e viver o seguimento com fidelidade? São muitos os católicos e atualmente formam a grande religião do mundo! No entanto, passados tantos séculos, a história nos revela que, além de outras denominações, os católicos subdividem-se, formando vários grupos. O objetivo deste artigo não é ser mais um a defender um ou outro grupo cristão católico, dandolhe uma importância maior ou menor, mas, a partir de uma compreensão madura do surgimento do grupo de seguidores de Jesus de Nazaré que encontramos no livro dos Atos dos Apóstolos, fazer uma releitura da Igreja hoje, alertando que não há problema algum em diversificar grupos, desde que todas as diferenças formem uma unidade. Há uma multiplicidade de dons, mas o Espírito é o mesmo (1Cor 12,4).

Palavras-chave


Igreja; unidad; diversidade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19176/rct.v0i70.15415

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2317-4307 | Impresso (descontinuada) 0104-0529

A Revista de Cultura Teológica e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/culturateo. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/culturateo.


A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: