“De ti sairá” – Miquéias 5,1-5

Milton Schwantes

Resumo


Miquéias teve visões sobre o futuro novo. Estão marcadas pela reintegração da cidade à área cultivável e pelo retorno das terras aos camponeses (veja 1,6; 2,5; 3,12). Miquéias 5,1-5 cabe neste contexto, se bem que o texto atual também contém conceitos exílicos (veja v.4-5). Mas certamente há de conter importantes memórias e formulações miqueanas. Aí deparamos com a expectativa de um novo “governante”/coordenador e fratita e bebemita dentro de tradições davídicas. Este, sem grande poder, organizará o campesinato para a luta libertadora contra a invasão assíria. Este davidismo é pois, simultaneamente, judaíta e camponês, cultivado no ambiente de tradições de ‘guerra santa’. Este “governante” prometido instaurará “paz”. Sabe-se livre em terras e casas Libertas. O “amor ao bem” (veja 3,2), a “justiça” (5,1.8.9), a “retidão (3,9) marcam as esferas messiânicas. O conceito da “justiça” condensa - ainda mais vividamente que em Amós - o projeto messiânico do morastita.

Palavras-chave


Paz; amor; bem; justiça; retidão; liberdade

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19176/rct.v0i67.15454

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2317-4307 | Impresso (descontinuada) 0104-0529

A Revista de Cultura Teológica e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/culturateo. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/culturateo.


A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: