Narrar a glória de Deus. A narrativa em Êxodo 13,17-14,31

André Wénin

Resumo


Este artigo procura mostrar como a dimensão da narrativa está presente na perícope de Ex 13,17-14,31, demonstrando também a utilização de técnicas de literatura de ficção na elaboração de uma teologia narrativa. Nesse estudo da trama, percebe-se que ela é organizada de maneira a mostrar que a presença ativa de Adonai é decisiva para cada momento crucial dos acontecimentos e que os fatos que aconteceram “na sua aparente ausência” por parte dos protagonistas humanos, não têm influência alguma sobre a sequencia das ações. Enfim, para que o leitor possa ter a clareza sobre a importância desse episódio e, sobre a efetiva atuação de Adonai nessa narrativa, o narrador constantemente afirma a absoluta onisciência divina em detrimento dos demais personagens humanos.

Palavras-chave


Êxodo; Episódio; Literatura de ficção; Teologia narrativa

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19176/rct.v22i83.19226

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2317-4307 | Impresso (descontinuada) 0104-0529

A Revista de Cultura Teológica e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/culturateo. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/culturateo.


A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: