Bioética e o avanço da ciência nas descobertas das células-tronco: células-tronco estaminais e embrionárias

Ermano Rodrigues do Nascimento, Marcos Antônio de Arruda Moura

Resumo


O presente texto faz uma reflexão acerca da bioética e a evolução das pesquisas das Células-tronco como uma possibilidade para cura de muitas patologias degenerativas humanas. Neste contexto o olhar da Bioética nos leva a analisar se os procedimentos empreendidos pela comunidade cientifica no processo de manipulação celular resguardam ou não a dignidade humana. Sua etimologia, classificação e principais fontes, o texto traz uma abordagem acerca da bioética como divisor de águas nas pesquisas biomédicas com CTeh e CT adultas. Para tanto, faremos uma abordagem acerca do embrião humano em seu estágio germinal, dos impasses provenientes da manipulação nesse estágio, ele é detentor de dignidade e direitos de uma pessoa adulta em pleno uso de suas faculdades intelectivas e psicomotoras.

Palavras-chave


Células-tronco Embrionárias; Estaminais; Bioética, Pessoa Humana

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.19176/rct.v22i84.21656

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



ISSN Online 2317-4307 | Impresso (descontinuada) 0104-0529

A Revista de Cultura Teológica e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/culturateo. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/culturateo.


A Revista de Cultura Teológica está:

Associada a:

Indexada em:

  Google Acadêmico

Presença em Bibliotecas: