CARTOGRAFIAS EM ANÁLISE DO DISCURSO: REARTICULANDO AS NOÇÕES DE GÊNERO E CENOGRAFIA

Autores

  • Décio Rocha Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.1590/delta.v29i1.11839

Palavras-chave:

gênero do discurso, cenografia, anúncios classificados de emprego, receita médica

Resumo

Este artigo centra-se nas noções de gênero do discurso e cenografia (Maingueneau, 1989). Após o exame do modo como o autor entende a articulação dos dois conceitos, em especial no que concerne à existência de gêneros desprovidos de cenografia, propõe-se que a cenografia está sempre presente, variando apenas seu grau de atualização. A análise de um anúncio de emprego e de uma receita médica possibilitará avaliar a pertinência de um ponto de vista segundo o qual o embate entre gêneros e cenografias pode ser traduzido pelo encontro de forças mais ou menos estabilizadas no plano dos discursos.

Biografia do Autor

Décio Rocha, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Décio Rocha é Professor Adjunto do Instituto de Aplicação e do Instituto de Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, onde ministra as disciplinas Língua francesa e Linguística, respectivamente. Membro do GT-Anpoll Linguagem, Enunciação e Trabalho e também dos grupos de pesquisa Atelier e PraLinS (CNPq), atua como docente da área de Linguística do Mestrado em Letras da UERJ, desenvolvendo pesquisas em Análise do discurso numa perspectiva enunciativa. Doutor em Linguística Aplicada pela PUC-São Paulo, é pesquisador nas áreas de linguagem, trabalho e discursos midiáticos, interessando-se pelo estudo das práticas linguageiras em sua interseção com a temática da produção de subjetividade. É bolsista do CNPq e da FAPERJ.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2014-04-23

Edição

Seção

Artigos