Como alunos brasileiros expressam modalidade por meio de verbos e advérbios em sua escrita: um estudo de corpus baseado em n-grams

Adriana Maria Tenuta, Ana Larissa A M Oliveira, Bárbara Malveira Orfanó

Resumo


Com base na visão de modalidade do arcabouço teórico da sintaxedescritiva, este trabalho analisou um corpus de aprendizes em comparaçãocom um corpus de falantes nativos do inglês com o objetivo de identifi carpadrões diferenciados na expressão de valores modais. Para tanto, oestudo concentrou sua análise em n-grams contendo verbos modais eadvérbios que expressam modalidade. Essa análise revelou a prevalênciados valores modais epistêmicos em ambos os corpora, bem como aexistência de padrões distintos na expressão desse tipo de modalidade.No corpus de não-nativos, percebeu-se uma expressão mais restrita damodalidade quando comparada à do corpus de nativos. No corpus denativos, houve uma prevalência de advérbios com sentido modalizador.Nessa comparação, percebeu-se também um uso diferenciado de algunsverbos modais. Este estudo pode contribuir para a área emergente dosestudos linguísticos de corpora e para a área da sintaxe, com possíveisimplicações para o ensino de escrita acadêmica em inglês.

Palavras-chave


corpora de aprendizes; modalidade; modais; advérbios.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X