LINGUAGEM E COGNIÇÃO: A REFERENCIALIDADE COMO UM CONSTRUTO MENTAL

Autores

  • Lucia Maria Pinheiro Lobato Universidade de Brasília/CNPq

Palavras-chave:

traços formais, referência, entidade, internalismo & externalismo

Resumo

Este artigo se insere no debate entre as visões internalista e externalista a respeito da referência, buscando argumentar empiricamente a favor da visão internalista, traduzida em termos da relação Referir. Por meio da análise dos dados extraídos do português do Brasil, em contraste com dados do português europeu, procura-se demonstrar que existem certos traços formais que, em dadas circunstâncias, denotam entidade. A proposta é que a faculdade de linguagem lida com o conceito de entidade, produzido por efeito de traços formais, e que esse conceito é interpretado como pertencendo a um dado mundo também pelo efeito de traços formais.

Downloads

Publicado

2016-11-24

Edição

Seção

Artigos