A interpretância da língua em relação às funções inter-humanas do discurso na aquisição da linguagem via aspecto vocal da enunciação

Marlete Sandra Diedrich

Resumo


O objetivo deste estudo é refletir sobre o aspecto vocal da enunciação na experiência da criança na linguagem e sua relação de interpretância com as funções inter-humanas do discurso, na busca de compreender qual o papel dos arranjos vocais na aquisição da linguagem. Analisam- se fatos de linguagem característicos da linguagem de uma criança na faixa etária dos dois anos aos dois anos e sete meses, obtidos em situação naturalística. Adota-se uma perspectiva enunciativa aquisicional, com enfoque em determinados arranjos vocais constitutivos do discurso da criança, percebidos na emissão e na percepção dos elementos vocais que marcam a relação enunciativa. As análises mostram que, ao mobilizar os arranjos vocais específicos nas modalidades assertivas, interrogativas e imperativas da frase, a criança se move no simbólico da língua para agir sobre o outro, o que comprova a passagem de locutor a sujeito, uma vez que, a partir da apropriação das formas da língua, a criança mobiliza as relações de interpretância para constituir seu espaço de dizer.

Palavras-chave


aquisição da linguagem; interpretância da língua; funções inter-humanas do discurso; arranjos vocais.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X