Coaching instrucional na formação continuada do professor de línguas: um estudo com foco em experiências terapêuticas

Autores

  • Alex Garcia Cunha
  • Luís Vicente Caixeta

DOI:

https://doi.org/10.1590/0102-445056543209244595

Palavras-chave:

coaching, experiência terapêutica, professor, língua estrangeira, educação básica

Resumo

Neste estudo de abordagem qualitativa, investigamos como um processo de formação continuada por meio de coaching instrucional (Knight, 2007, 2009; Cunha, 2014) pode desencadear experiências terapêuticas ao professor de língua estrangeira em razão do vínculo humano estabelecido. Experiências terapêuticas foram aqui definidas como vivências em que o sujeito sofre afecção, aprendendo novos modos saudáveis de ser, estar e agir no mundo. Os dados foram coletados por meio de gravações em áudio durante 15 sessões de coaching instrucional realizadas com uma professora da educação básica pública no ano letivo de 2012. Ademais, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com seus alunos. A análise dos dados mostrou que o processo de coaching instrucional, por meio da interação entre coach e professora, desencadeou efeitos terapêuticos na vida da professora em seu ser e fazer profissionais.

Downloads

Publicado

2018-05-06

Edição

Seção

Artigos