Então inferidor como marca de constituição de subjetividade e de instanciação de sentidos na entrevista sociolingüística

Maria Alice Tavares

Resumo


Neste estudo, abordamos a entrevista sociolingüística de linha laboviana como uma prática discursiva. Seguindo o dispositivo teórico da Análise do Discurso de linha francesa, objetivamos investigar os sentidos que são construídos pela relação entre "lugares" específicos, o de entrevistador e o de entrevistado, atentando para um elemento lingüístico do discurso do primeiro - então - para analisar o papel desse elemento nos processos de construção da subjetividade. Concluímos que o entrevistador, tomado na posição de pesquisador, torna-se agente materializador da atualização e do deslocamento de sentidos em uma entrevista sociolingüística, e que então é uma marca lingüística da posição de pesquisador.

Palavras-chave


Subjetividade; Entrevistas sociolingüísticas, Então inferidor

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X