Paixões, andamento e ritmo num processo jurídico-penal

Autores

  • Maria Helena Cruz Pistori Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Palavras-chave:

discurso jurídico, intensidade passional, argumentação, semiótica

Resumo

O objetivo deste trabalho é demonstrar como a intensidade passional modula um processo jurídico-penal, imprimindo-lhe sentidos. Fundamenta-se teoricamente na semiótica francesa e na retórica antiga. Apresentamos inicialmente alguns exemplos de análise de intensidade passional do processo completo, sobretudo para mostrar os meios que definimos para reconhecê-la. A seguir, visualizamos num gráfico os graus de intensidade passional de cada peça processual e relacionamos a intensidade, o andamento e o ritmo como produtores de diferentes efeitos de sentido, que passamos a comentar. Essa relação nos permite uma nova abordagem e compreensão tanto da argumentação jurídica como do fenômeno jurídico em nossa sociedade.

Biografia do Autor

Maria Helena Cruz Pistori, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Doutora em Letras - Universidade de São Paulo Pós-doutoranda em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem na PUC/SP

Downloads

Publicado

2014-07-03

Edição

Seção

Artigos