Joaquim Mattoso Câmara Jr: um inovador

Yonne Leite

Resumo


Neste texto são revistas as diferentes áreas de interesse de Mattoso Câmara – fonologia, morfologia, estilística – e enfatizados seus esforços para a institucionalização dos estudos lingüísticos no Brasil: a criação de uma disciplina em Lingüística Geral na década de 1930; o estabelecimento de um Setor Lingüístico no Museu Nacional, no Rio de Janeiro, em 1958; a fundação da ABRALIN, em 1969. O legado de Mattoso é revisitado do ponto de vista de quem foi sua aluna e testemunhou o percurso que, a partir do mestre, toda uma geração de lingüistas pioneiros percorreu. Entre outros: Carlos Eduardo Falcão Uchôa, Miriam Lemle, Leda Bisol, Jean Pierre Angenot, Paulino Vandresen, Eunice Pontes, Brian Head, Cléa Rameh, Eurico Back e a própria Yonne Leite.

Palavras-chave


Mattoso Câmara; Lingüística Geral; Museu Nacional; ABRALIN

Texto completo:

PDF


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X