TEORIA SINTÁTICA: DE UMA PERSPECTIVA DE" -ISMOS" PARA UMA PERSPECTIVA DE "PROGRAMAS"*

Autores

  • Mary Alzawa Kato Universidade Estadual de Campinas

Palavras-chave:

Sintaxe, Aquisição, Uso, Estruturalismo, Gerativismo

Resumo

Este trabalho tenta mostrar que os desenvolvimentos nas ciências lingüísticas seriam mais bem compreendidos como estágios de um único programa de pesquisa do que como diferentes -ismos. A primeira parte contém uma retrospectiva das crenças estruturalistas sobre a universalidade e a equivalência das línguas humanas e sua busca por universais sintáticos. A parte referente ao programa gerativo, por seu turno, tenta responder porque a língua é uma faculdade universal na espécie humana e levanta questões sobre sua forma, seu desenvolvimento e seu uso. O artigo dá uma pequena idéia das respostas provisórias que o programa vem dando a cada uma dessas questões.

Downloads

Publicado

2019-06-26

Edição

Seção

Retrospectiva