Reflexões sobre práticas de letramento em contexto escolar de língua minoritária

Maristela Pereira Fritzen

Resumo


Objetiva-se neste artigo refletir sobre as práticas de letramento em alemão, introduzidas em uma escola rural a partir da implementação de mudanças nas políticas linguísticas municipais, e sua interface com as práticas de letramento locais em uma comunidade bilíngue de imigração alemã. Os dados da pesquisa, gerados a partir de um estudo de cunho etnográfico e analisados à luz dos Novos Estudos do Letramento e do bi/multilinguismo de grupos de minorias linguísticas, sugerem que as professoras pertencentes ao grupo étnico-linguístico local esforçam-se por reconhecer a língua de herança das crianças e da comunidade, embora sofram pressão do currículo escolar, assentado, prioritariamente, no monolinguismo em português. Dentro de um cenário sociolinguístico complexo, as professoras necessitam tomar decisões pedagógicas sobre que práticas de letramento e em que língua valorizar na escola.

Palavras-chave


Letramento; Minorias Linguísticas; Educação; Imigração alemã

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X