Água mole em pedra dura tanto bate até que fura: uma comparação entre a compreensão de provérbios por crianças e adultos

Caroline Girardi Ferrari, Maity Siqueira

Resumo


Sob a perspectiva da Linguística Cognitiva, analisamos a compreensão de provérbios por crianças e adultos, através de uma tarefa de compreensão. Foram entrevistados três grupos de participantes: 30 adultos; 33 crianças mais novas (m=7,85 anos, dp=7,3 meses); e 25 crianças mais velhas (m=10,59 anos, dp=7,92 meses). Uma análise de variância (ANOVA) de medidas repetidas foi operada e complementada por um teste de Tukey. Foram analisados os itens, os grupos de idade, os tipos de pergunta e as interações entre essas categorias. As análises apresentaram efeito principal de idade, tipo de pergunta e item na compreensão de provérbios dos grupos entrevistados (p<0.05). Quanto mais novo o participante, menores foram seus índices de compreensão dos itens.

Palavras-chave


Linguística Cognitiva; Compreensão de Provérbios; Provérbios; Tarefa de Compreensão de Provérbios.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X