Um Estudo Léxico-Conceptual da Metonímia

Mônica Mano Trindade

Resumo


Neste artigo, cujo objeto de investigação é a metonímia, pretende-se analisar casos não convencionalizados desse processo, como o enunciado "eu estou estacionado" , para o qual se tem atribuído uma análise pragmática. Como aporte teórico à análise, destacam-se Pustejovsky (1995) e Jackendoff (2002). O primeiro trata a polissemia lógica baseado no Léxico Gerativo, que combina os níveis de representação lexical com os mecanismos gerativos responsáveis pela explicação de novos sentidos. O segundo trata os casos de metonímia não convencionalizada como um processo de composição enriquecida, por meio do qual se representa a parte contextualizada do enunciado na estrutura conceptual. Propondo uma aproximação entre os dois autores, o dado linguístico selecionado é analisado como um mecanismo de coerção de tipo, cuja formalização mais abrangente é a composição enriquecida, enfatizando a relação de posse como a relação que viabiliza tal coerção.

Palavras-chave


metonímia; composição enriquecida; coerção de tipo; posse

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.1590/delta.v28i2.5912

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Revista Delta-Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada ISSN 1678-460X