Dos géneros de texto à gramática

Autores

  • Antónia Coutinho Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.1590/delta.v28i1.7158

Palavras-chave:

texto, género, gramática, contexto social

Resumo

A hipótese central que a presente proposta se propõe desenvolver é a de que as relações entre gramática e texto não se podem resumir a uma mera aplicabilidade de fenómenos gramaticais previamente descritos, a serem revistos no nível de análise superior à frase que seria o texto. Embora este processo permaneça necessário, pode-se desenvolver simultaneamente um outro tipo de abordagem – assumindo os textos como formas comunicativas globais, associadas a actividades sociais e dependentes de normas de género. A questão que se coloca, neste caso, é a de saber o que revelam os textos sobre a gramática. Procuraremos assim, neste trabalho, a propósito de um exemplo concreto, confrontar duas representações de linguagem: a descrita por linguistas e gramáticos, e a que se dá a ver no texto, em função de requisitos comunicativos específicos.

Biografia do Autor

Antónia Coutinho, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa

Professora Auxiliar na FCSH-UNL, Departamento de Linguística

Downloads

Publicado

2014-05-12

Edição

Seção

Artigos