Grupo de pais: uma experiência de mútua compreensão

Zelita Caldeira Ferreira Guedes

Resumo


O atendimento clínico fonoaudiológico não se deve restringir ao trabalho exclusivo com o paciente, mas deve também atender à família. Muitas vezes os pais trazem dúvidas e necessitam de explicações e orientações. Em outros momentos, sabemos que a colaboração dos pais torna o atendimento mais eficaz e rápido. Portanto, a necessidade de um contato verdadeiro também com os pais facilitará em muito o atendimento a ser realizado. Neste artigo, procuramos mostrar como a nossa vivência com um grupo de pais tornou o nosso dia a dia mais rico de experiências mútuas, permitindo uma verdadeira comunicação entre todos nós: pacientes, terapeutas, pais e supervisor.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.