Alterações de linguagem e deglutição na doença de Alzheimer

Christiana Turner Marquez, Tereza Bilton, Elaine Palinkas Sanches, Juliana Paula Venites

Resumo


Este trabalho teve como principal objetivo a descrição das alterações de deglutição e das características lingüísticas no grau leve e moderado da doença de Alzheimer. Foram avaliadas duas pacientes, com idade superior a 60 anos, diagnosticadas com a doença de Alzheimer, que estavam sendo acompanhadas no Centro de Reabilitação Gerontológica da Unifesp-EPM. Os atendimentos fonoaudiológjcos ocorreram uma vez por semana, com duração de 45 minutos, pelo período de um mês. As avaliações de linguagem foram baseadas em situações de conversa espontânea com conteúdo de interesse do paciente. Foi feita avaliação estrutural e funcional da deglutição e, posteriormente, a videofluoroscopia. Pode-se verificar que as alterações de linguagem e de deglutição pioram à medida que aumenta a degeneração cerebral causada pela doença.

Palavras-chave


doença de Alzheimer, alterações, linguagem, deglutição.

Texto completo:

PDF

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.