Grupo terapêutico fonoaudiológico de linguagem: revisão de literatura integrativa

Cinthia Procópio da Silva, Regina Tangerino de Souza Jacob, Thais Freire, Patrícia Abreu Pinheiro Crenitte, Aline Roberta Aceituno da Costa

Resumo


Objetivo: investigar os efeitos do grupo terapêutico em linguagem descritos em estudos brasileiros. Estratégia de pesquisa: a pesquisa foi realizada nas bases eletrônicas Biblioteca Virtual em Saúde (BVS – Bireme) e SciELO. Critérios de seleção: artigos de intervenção em linguagem, realizados em grupo; artigos disponíveis na íntegra e em língua portuguesa; população-alvo abrangendo pré-escolares, escolares, adultos e idosos; artigos publicados no período de 1980 a janeiro 2018; artigos de terapia direta. Critérios de exclusão: artigos de revisão de literatura; artigos repetidos entre as bases eletrônicas; artigos envolvendo terapias individuais ou terapia indireta. A partir dos critérios de inclusão e exclusão, dez estudos foram considerados e analisados. Foram realizadas análises descritivas dos estudos, considerando: ano de publicação, objetivo do estudo, amostragem, método de avaliação pré- e pós-intervenção, estruturação das sessões terapêuticas, referencial teórico e principais resultados. Resultados: verificou-se diversidade de objetivos terapêuticos, de estruturação dos atendimentos e faixa etária dos participantes, 40% dos autores descreveram o referencial teórico. Os instrumentos de avaliação foram relatados em 70% dos estudos. Portanto, constatou-se escassez de estudos que exploram os efeitos da terapia coletiva de linguagem. Conclusão: destaca-se a necessidade de maiores investimentos na realização e estruturação das terapias fonoaudiológicas em grupo e a divulgação dessas informações.


Palavras-chave


Terapia da Linguage;. Prática de grupo; Revisão; Literatura de revisão como assunto

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-2724.2021v33i1p114-123

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




A revista Distúrbios da Comunicação e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em https://revistas.pucsp.br/dic. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em https://revistas.pucsp.br/dic.