Análise comparativa entre idosos ex-tabagistas institucionalizados e não institucionalizados quanto à função respiratória, níveis de ansiedade, de depressão e de qualidade de vida

Aline Porto Alegre Zeilmann Lisboa, Estele Caroline Welter Meereis, Marisa Pereira Gonçalves, Antônio Marcos Vargas da Silva

Resumo


O presente estudo busca comparar a força muscular respiratória, função pulmonar, níveis de ansiedade, depressão de 35 idosos ex-tabagistas, sendo 18 institucionalizados e 17 não institucionalizados. Foi verificado que os idosos institucionalizados apresentam piores condições respiratórias, maiores níveis de depressão e prejuízo na qualidade de vida em relação a idosos não-institucionalizados. O tempo de cessação do tabagismo está associado a melhores níveis de função respiratória nesses sujeitos.

Palavras-chave


Idosos; Tabagismo; Qualidade de vida.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.23925/2176-901X.2013v16i4p65-77

Kairós está indexada em:

Bases de dados e Repositórios de periódicos com texto completo:


Catálogo de Bibliotecas:

Bibliotecas:

Diretório de Políticas Editoriais:

Associada:

ISSN 2176-901X

A Revista Kairós e os textos aqui publicados estão licenciados com uma Licença Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International. Baseado no trabalho disponível em http://revistas.pucsp.br/kairos. Podem estar disponíveis autorizações adicionais às concedidas no âmbito desta licença em http://revistas.pucsp.br/kairos.